A psicóloga Eduarda Naidel expõe nesse artigo de maneira simples, clara e direta algumas considerações acerca dos inevitáveis fenômenos inerentes a todo vivente: morte e morrer.
Uma leitura necessária!

“A evolução tecnológica, com o surgimento de novos recursos, possibilita novos estados de sobrevivência que têm suscitado questionamentos sobre a validade ou não de sua manutenção. A distinção entre eutanásia e os conceitos correlatos está intimamente relacionada a estes recursos tecnológicos colocados à disposição do ser humano na fase final da vida. Daí porque antes de se fazer uma conceituação […]

via A morte e o morrer – distinções conceituais — Psicóloga + Doutoranda Eduarda Naidel

Anúncios