por Maris Stella, mãe eterna de Leonam e João Paulo

20150417_95624_bimba_thailandeseSaiu na Folha de São Paulo de hoje que um casal tailandês congelou o corpo da filha na esperança de um possível renascimento. A informação não é nova, em abril foi publicada no site Motherboard, aliás, o tema das duas reportagens, a criogenia humana, desde a década de 60 do século passado causam furor, curiosidade e acende esperanças de que a morte um dia seja vencida através de técnicas como a bioestase que visam a conservação do corpo ou do cérebro para quem sabe, posterior volta à vida. Inegável dizer que a todo pai e mãe que perdem um filho, ainda que sem os recursos materiais para um processo tão caro quanto esse, acalentam em suas conturbadas emoções do luto a ilusão dessa possibilidade.

A criogenia é um negócio caro, arriscado e sem garantias reais, entretanto, pais como o daCCC10 pequena tailandesa Matheryn Naovaratpong investem no sonho de que a ciência um dia possibilite essa ressurreição. Será?

O certo é que todas as interrogações se resposta houver as encontrarão no futuro, por hora, fica a esperança de vida reabilitada alimentada pelas experiências da ciência materialista. Contudo, não é difícil compreender o sentido emocional de pais que optam pelo procedimento, quem de nós não sonha em receber de volta o calor e a vida de um filho que nos antecedeu na morte?

‪#‎mentenova‬ ‪#‎fitobenzimento‬ ‪#‎existaplenamente‬

Anúncios