10481986_797223060366457_5998844103565485701_n De todas as inquietações que movem o ser humano, a mais forte e determinante é o medo da morte. O temor, que o acompanha desde que assomam em sua mente as primeiras noções de mundo, é a mola mestra de quase todas suas atividades, assim como a principal fonte de angústia.

Ernest Becker baseia-se, entre outros, em Freud, Jung e Rank para abordar o problema da mentira vital – a tendência humana de reprimir o reconhecimento da mortalidade.

A negação revela-se a fonte inequívoca de grande parte do comportamento ocidental moderno, assim como de seus problemas. ‘A negação da morte’ é uma leitura estimulante. Não só para o público especializado, como também para todos aqueles que desejam, desvendar os misteriosos mecanismos da psique humana.

Anúncios